Os altos custos do atendimento médico-hospitalar e a precariedade dos serviços públicos de saúde fizeram com que grande parte da população brasileira contratasse um seguro ou plano de saúde para ter mais tranquilidade.

O sistema de saúde suplementar, formado pelas operadoras de planos de assistência suplementar à saúde, é bastante complexo e passa por constantes modificações e aperfeiçoamentos, principalmente depois da regulamentação do setor pela Lei 9.656, de 1998, que entrou em vigor em janeiro do ano seguinte.

priori-seguro-saude
[stat_counter icon=”Defaults-hospital-o” icon_size=”32″ icon_color=”#ffffff” icon_style=”circle” icon_color_bg=”#007fc6″ counter_title=”Empresas oferecem atendimento de assistência privada” counter_value=”1500″ counter_sep=”.” counter_decimal=”,” speed=”3″]
[stat_counter icon=”Defaults-user” icon_size=”32″ icon_color=”#ffffff” icon_style=”circle” icon_color_bg=”#007fc6″ counter_title=”consumidores de planos e seguros privados” counter_value=”64,4″ counter_sep=”.” counter_decimal=”,” counter_suffix=”mi” speed=”3″]
[stat_counter icon=”Defaults-ambulance” icon_size=”32″ icon_color=”#ffffff” icon_style=”circle” icon_color_bg=”#007fc6″ counter_title=”da população é atendida pelos planos de assistência médica” counter_value=”33.8″ counter_sep=”.” counter_decimal=”,” counter_suffix=”%” speed=”3″]

A Lei 9.656 determinou que todo o setor passasse a ser fiscalizado e regulado pela ANS. Esta, por sua vez, está submetida ao Conselho de Saúde Suplementar (CONSU), órgão colegiado subordinado ao Ministério da Saúde, que supervisiona e acompanha as suas ações e funcionamento. Existe, ainda, a Câmara de Saúde Suplementar, integrada à estrutura da ANS, de caráter permanente e consultivo.

Quando o beneficiário do plano ou do seguro e seus dependentes utilizarem serviços médicos, hospitalares e odontológicos de instituições públicas ou privadas integrantes do SUS (Sistema Único de Saúde), dentro dos limites previstos no contrato, as operadoras devem ressarcir as despesas com base no Índice de Valoração do Ressarcimento (IVR). Este índice é de 1,5 e deve ser multiplicado pelo valor lançado no documento do SUS de autorização ou de registro do atendimento.

Nós te ligamos!

Deixe suas informaçoes de contato, que ligamos para você, e tiramos todas as suas dúvidas.

Preencha todos o campos para que o nosso contato possa ser otimizado e personalizado de acordo com o que precisa.

Nome:

Interesse:

Empresa: Opcional

E-mail

Telefone: